Jafas da BV | O Cruzamento Industrial
Consiste simplesmente nos acasalamentos entre si de animais pertencentes a raças distintas. O “choque de sangue” ou a heterose provocada por esses cruzamentos confere aos produtos de primeira geração maior vigor físico, elevando expressivamente seus potenciais produtivos.
50959
page-template-default,page,page-id-50959,qode-core-1.0.3,ajax_fade,page_not_loaded,,brick-ver-1.8,vertical_menu_enabled, vertical_menu_left, vertical_menu_width_290,smooth_scroll,side_menu_slide_from_right,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive
 

O Cruzamento Industrial

Consiste simplesmente nos acasalamentos entre si de animais pertencentes a raças distintas. O “choque de sangue” ou a heterose provocada por esses cruzamentos confere aos produtos de primeira geração maior vigor físico, elevando expressivamente seus potenciais produtivos.

 

Vale ressaltar que quanto mais “distantes” e homozigotas forem as raças dos pais, maior será a heterose e o vigor dos filhos. Assim sendo, podemos concluir que a elevação dos índices produtivos de um rebanho, entre outras coisas, depende e necessita da tarefa conjunta dos melhoradores de raça e dos produtores industriais – os primeiros construindo a homozigose e os segundos a destruindo…

Por mais paradoxal que pareça, é assim que caminha e evolui a pecuária no mundo e a bubalinocultura não pode ficar a margem desse processo.

 

A partir de 2009, após promovermos a total eliminação dos bovinos de nossas pastagens, a Fazenda Boa Vista implantou uma nova atividade “bufaleira”.

 

Explorando as vantagens do cruzamento industrial, formamos um plantel, composto de fêmeas comuns, mestiças, sem raça definida, enxertando-as com touros Jafas da BV, sendo que todos produtos nascidos desse acasalamentos (machos e fêmeas) são amochados. No mais, as demais práticas de manejo são idênticas às destinadas ao nosso plantel Jafas da BV.

 

Cotejando os produtos oriundos do cruzamento industrial com os produtos puros Jafas da BV, ambos pertencentes à safra nascida em 2009, foi possível  concluir que ambos os grupos apresentaram iguais ganhos ponderais até os 12 meses de idade ( 1.100 a 1.200 g/dia ),  confirmando portanto, as vantagens produtivas obtidas pela prática do cruzamento industrial com utilização de touros da raça Jafarabadi. Um detalhe importante que não podemos desconsiderar é que esse confronto pode ser considerado inclusive “desigual”, pois o primeiro grupo é produto de mães descartadas adquiridas no mercado, a preços de corte, enquanto o segundo grupo é produto de fêmeas selecionadas desde o ano de 1969…